A Fernanda está?

Triiim.

– Alô.

– A Fernanda, por favor.

– É engano. Você ligou errado.

– Desculpe.

Dez segundos depois, triiiim.

– Fernanda?

– É engano.

– É do número tal?

– Não. Aqui é do número tla – O tempo bom, em que não nos preocupávamos com falso seqüestro.

– Pô Fernanda, você é muito escrota, eu tô conhecendo a sua voz.

– Olha só, você está ligando errado eu não sou Fernanda.

Pah. Desligaram o telefone na minha cara. Trinta segundos depois, triiiiim.

– Pô Fernanda, eu tenho uma parada séria pra falar com você.

– É engano. Não tem nenhuma Fernanda aqui.

– Pô cara, eu sei que é você. Para com isso.

– Não sou eu, mas já estou ficando com crise de identidade.

– Poxa, eu tenho que falar uma parada séria. Pára com isso.

– Tá bom, pode falar, mas eu não sou a Fernanda.

Pah. Eu acho que a Fernanda perdeu uma amiga. Eu tive que fazer várias sessões de análise para saber se eu era eu, ou se eu era a Fernanda.

Anúncios

~ por carlanascimento em agosto 20, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: