Ex-Sogra

Normalmente homem é que tem pavor de sogra, mas reza a lenda que ex-sogra não é tão ruim assim. Bem, eu tive sorte quando era “sogra” e para meu azar quando virou ex-sogra piorou muito.

Enquanto “sogra” ela gritou comigo pelo menos duas vezes sem motivo algum. Nem me lembro mais como foi que ela começou. Outra vez ela me expulsou da casa dela, aos berros claro. Qaundo terminamos imaginei que fosse melhorar, afinal eu não mais aquelazinha que roubou o filinho querido dela. Agora eu era a mãe da netinha querida.

No começo ela realmente me tratou bem, parou de gritar comigo. Mas algum tempo depois ela me proibiu de ir à casa dela por que ela havia brigado com a minha mãe. Agora me digam qual a minha culpa na briga de duas velhas? Uma vai atrás da outra, briga, e no final eu que pago o pato.

Minha filha ia sempre visitar a minha ex-sogra, até que um dia ela me ligou e disse que estava se mudando. Tudo bem, eu pedi o novo endereço. Ela disse “Não“, a razão da negativa era que minha iria aparecer lá para fazer escândalo. De novo a minha mãe, eu deixei pra lá, nunca é bom contrariar um louco.

Depois disso ela liga perguntando se ela podia buscar a minha filha para ir na casa dela. Eu disse “Não“, nossa a mulher pirou, gritou, disse que ela não iria raptar a minha filha e coisa e tal. Agora me digam como vou deixar a minha bebê ir para um lugar que eu não sei onde fica. Sem chance. Depois ela pediu para levar minha filha no shopping, ouviu um outro não. Qual a dificuldade de entender que se eu não sei onde a pessoa mora minha filha não fica com essa pessoa. Que mãe deixaria a filha sair desse jeito?

Ela acabou se afastando depois disso. Ligava de seis em seis meses. Até que eu quis tirar o passaporte da minha filha, para quem não sabe é necessário a autorização de ambos os pais para a emissão e um passaporte. Liguei para ela e pedi para que ela falasse com o filho dela para me ligar. Ela disse que daria o recado. Passou-se um mês e nada do cidadão me ligar. Liguei de novo.

– Oi, tudo bom?

– Oi! Tudo ótimo, e com você?

– Comigo também. Você deu o recado pra ele?

– Dei sim. Ele não te procurou!? Você sabe como ele é.

– Então fala com ele que se eu não conseguir resolver amigavelmente eu vou resolver isso por outros meios.

– EU SABIA VOCÊ ARMOU PRA O MEU FILHO. VIVE QUERENDO PREJUDICAR ELE.  

Não aguntei, isso já era de mais. Eu pago tudo, ele não me ajuda com nada e eu armei.

– Você está louca!? Nunca pedi nada pro seu filho. Quantas vezes o seu filho me ajudou? Nenhuma! infelizmente eu preciso dele pra resolver isso.

Depois disso a velha acalmou. Agora me digam tem cabimento uma coisa dessas?

Anúncios

~ por carlanascimento em dezembro 31, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: