Santa Arrumação

zangueiNunca fui uma pessoa muito organizada, mas esse caso foi demais. A situação do meu guarda-roupa estava periclitante e eu não consegui encontrar a coragem necessária para arrumá-lo. Eis que num sábado, por volta das sete horas da manhã, minha filha entra no quarto, abre a porta do armário. Olha para ele boquiaberta. Mã na cadeira e solta essa: “Mamãe, você acha que eu fico contente vendo essa bagunça? Não, mamãe, eu fico muito triste. Arruma logo isso.”
Mas não dava para arrumar, pelo menos não àquela hora da manhã. Eu nem tinha acordado ainda! Respondi: “A mamãe não sabe como se faz, ensina pra mim?”. Ela olhou pegou uma blusa e dobrou bem certinho. Pegou outra blusa, olhou pra mim. “Agora é sua vez, toma.” Peguei a blusa dobrei de qualquer jeito, no final ela me deu uma bronca. “Não é assim que se faz, está tudo errado!
Como as coisas mudam. Hoje em dia é o armário dela que fica uma bagunça. Quanto ao meu? Ele nunca conseguiu deiixar de ser uma bagunça. Tenho que admitir que nesse ponto fui um péssimo exemplo.

Anúncios

~ por carlanascimento em janeiro 31, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: