Cão e Gato

super linda, como toda vira-lata

Mel

Minha grande frustração quando criança foi nunca ter tido um cachorrinho. Não importava o quanto eu chorasse ou esperneasse, minha mãe era irredutível. Durante a minha adolescência finalmente convencê-la de me deixar ter um bichinho. Bem, não foi muito difícil convencê-la, eu peguei um filhote de gatinho, trouxe para casa e tchanam. Minha mãe não gostou, mas o bichinho já estava em casa. Desde de então sempre tive um bichinho. 

Tomix

Tomix

 

Mas isso foi só até o ano passado. No natal de 2007, abandonaram uma porcariazinha muito fofa na porta da minha sogra. Ela, é claro, não conseguiu deixar a bichinha abandonada e colocou para dentro. A cadela que minha sogra possui morreu de ciúmes, não deixava a totozinha brincar com nada, nem mesmo um graveto. Ela ia lá e tomava.

 

Gatinhos para adoção

Gatinhos para adoção

Quando vimos a cadelinha, foi amor a primeira vista. Decidimos ficar com ela, mas só a levaríamos depois que nos mudássemos. Ficamos preocupados pois já temos uma gatinha que não gosta muito de estranhos mas nos adora. Nos mudamos no Carnaval de 2008 e dois dias depois trouxemos a pequena cachorrinha.  Ficamos apreensivos por causa da gatinha, mas não tinha jeito, a cachorrinha era nossa.

 

 

Foguinho

Foguinho

A gatinha queria conhecer aquele outro bicho que entrou na casa “dela”, mas a  cachorrinha era muito estabanada. Nunca respeitava  tempo da gatinha. A gatinha subia a escada e cachorrinha já começava a latir e bater as patinha no chão, chamando a gatinha para brincar. A gatinha, do alto de sua superioridade felina, ficava parada toda altiva olhando para a cachorrinha. E a cachorrinha lá doida pra cheirar o rabo da gatinha. Resultado: a cachorrinha acabava sempre tomando umas duas patadas e gata se mandava e só voltava vários dias depois.

Labrador abandonado

Labrador abandonado

Conclusão, até hoje, não podemos dizer que nossos bichinhos sejam amigos. Mas isso não importa pois amamos cada um deles e sabemos que um dia eles irão conviver em harmonia. A cachorrinha está aprendendo a respeitar o tempo da gatinha, o grande problema é que o tempo que a gatinha precisa é muito grande. A cachorrinha sempre perde a paciência, a gatinha acaba sempre se mandando.

Anúncios

~ por carlanascimento em fevereiro 1, 2009.

2 Respostas to “Cão e Gato”

  1. Chego ao se blog e me deparo com um post sobre animais! Nossa, melhor impossível… parabéns pelo post, sucesso ao blog. Um abraço

  2. Essa é a sua experiência, aqui eles vivem numa boa, inclusive dormem amontoados um em cima do outro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: